Enquete

  01) Conheço

  02) Conheço e já estou utilizando

  03) Gostaria de obter mais informações

Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

Notícias

15.07.2014 09:12

Mecanismo dá celeridade a arquivamento de processo
Compartilhe
Tamanho do texto:
  
 
Dar celeridade ao arquivamento e desarquivamento dos processos judiciais, este é o principal ganho da implantação das esteiras deslizantes que estão sendo implantadas na sede do TJMT e no Fórum de Cuiabá. O aparelho é de fácil manuseio, mais leves que as prateleiras tradicionais e por conta da organização que proporciona, permite que o processo seja encontrado com muita facilidade.
 
O mecanismo é acionado por uma alavanca que faz as prateleiras deslizarem sobre os trilhos, utilizando sistema de movimento pneumático. A pintura especial das prateleiras também evita a oxidação do ferro e, consequentemente, a infiltração nos processos. A troca das prateleiras também otimizou em 50% o espaço existente no Tribunal, fazendo com que seja possível arquivar mais processos.
 
De acordo com a coordenadora administrativa, Geyza Alice Pacheco Biancone, responsável pela implantação das prateleiras, os processos sigilosos receberam tratamento especial. Para este tipo de processos foi instalado um sistema de abertura com senha touch, acionado digitalmente, que garante a segurança das informações ali contidas.
 
“No TJMT, os arquivos das coordenadorias da Corregedoria-Geral da Justiça, de Recursos Humanos e Financeira eram guardados em três salas. Com a esteira deslizante foi possível agrupar tudo em apenas um local. No Fórum da Capital, onde o arquivo é gigante, também foi possível agrupar os processos de todas as varas em um único espaço. Prevendo o crescimento do número de processos arquivados, ainda foi possível deixar espaço para expansão do Arquivo, tamanha a organização que as prateleiras proporcionaram”, explica a coordenadora.
 
Geyza destaca ainda que outro ponto positivo com a instalação das estantes é a segurança que elas oferecem para os servidores que trabalham arquivando e desarquivando autos, tendo em vista que não há risco de quedas dos móveis.
 
Expansão – Nos próximos 90 dias a secretaria da vice-presidência do TJMT será o próximo setor a receber a instalação das estantes deslizantes. No local, ficam arquivados os processos físicos que sobem, em grau de recurso, para o Supremo Tribunal Federal e para o Superior Tribunal de Justiça.
 
Ainda há previsão de expansão das estantes para as comarcas do interior. Um estudo de viabilidade demonstra que uma das comarcas que suportam o aparelhamento é Rondonópolis (212 km a sul de Cuiabá) e os prédios novos. Na análise são levadas em consideração as condições estruturais do prédio que abriga o arquivo.
 
Keila Maressa
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394