Enquete

  01) Sim

  02) Não

  03) Ainda não pensei sobre o assunto

Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

Notícias

06.02.2019 17:24

Projeto Ribeirinho Cidadão destrava 400 seguros defeso em Santo Antônio e Barão
Compartilhe
Tamanho do texto:
 A grande procura por serviços oferecidos pelo INSS durante o Ribeirinho Cidadão em Barão de Melgaço, terça-feira (5), no Dia D, fez com que os atendimentos fossem prorrogados. Nesta quarta-feira (6) o sitiante Daniel Rosa do Amorim, 67, chegou de charrete à orla do município para resolver pendências da sua aposentadoria. "Desde 2014 estou lutando para aposentar e não tive nem resposta. Hoje se Deus quiser resolvoisso", comentou enquanto aguardava na fila pelo atendimento.
 
Na terça, a pescadora Neuza Rodrigues Barros de Arruda, 47 anos, moradora da comunidade Barranqueira foi uma das 150 pessoas que tiveram o pagamento do Seguro Defeso agendados para a próxima semana. O benefício, no valor de um salário mínimo por mês (R$ 900) é pago durante a Piracema, época de reprodução dos peixes, de outubro a janeiro, quando os pescadores profissionais são proibidos de irem para os rios. Mas, estava há quatro meses atrasado.
 
O marido dela, também é pescador e vivia a mesma incerteza. "Nossa situação só não está pior porque a gente vive no sítio e sempre tem alguma produção para vender. Mas tem família que já está com a energia cortada. Nossa sobrevivência vem do rio", declara.
 
De acordo com o gerente executivo do INSS de Cuiabá, Odair Egues, que atende Barão e é parceiro do Poder Judiciário e da Defensoria Pública, realizadores do Ribeirinho, cerca de R$ 1,6 milhão serão liberados por conta da ação dentro do projeto referente a 350 pescadores, seno 150 em Santo Antônio e 200 em Barão. Segundo Egues o problema se deve a automatização do sistema que bloqueou os cadastros com inconsistências. "Está é a quinta vez que participamos do Ribeirinho. Nossa maior demanda sempre foi aposentadoria, mas desta vez observamos que regularizar o cadastro para o pagamento do Seguro Defeso foi oserviço mais procurado", confirma. "Ficamos felizes em levar cidadania a essas pessoas. É direito delas".
 
O coordenador do projeto juiz José Antonio Bezerra Filho comemorou o resultado. "Você consegue imaginar o que significa 4 meses de benefício faltando? Só essa ação do projeto já teria válido a pena. São ações que fazem a diferença na vida das pessoas".
 
A expedição do Ribeirinho Cidadão encerrou o atendimento em Barão ao meio-dia e partiu para a comunidade Estarão Comprido, há cerca de 12 km pelo Rio Cuiabá. A tarde ocorrem os atendimentos na localidade.
 
Ribeirinho Cidadão - O projeto é realizado pelo Poder Judiciário e a Defensoria Pública, em parceria com a Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual, Marinha do Brasil- 6º Distrito Naval, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, Governo de Mato Grosso, Federal, SICOOB-União, SESC Pantanal, Prefeitura dos municípios de Santo Antônio de Leverger, de Barão de Melgaço, Juscimeira e Poconé, Colônia de Pescadores Z5, INCRA, UFMT, Hospital Júlio Muller, Univag OAB, Delegacia da Polícia Comunitária, Clóvis – Papai Noel, Galvan Cabeleireiro, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal
 
Leia matérias já publicadas sobre o assunto:
 
Casamento comunitário realiza sonho de famílias em Barão
 
Ribeirinho Cidadão leva qualidade de vida a adolescente com doença rara e outras ações em Barão
 
Ribeirinho: Dia D ocorre em Barão de Melgaço nesta terça-feira
 
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394/3409