Enquete

  Já estou sabendo e aprovei a iniciativa

  Gostaria de mais informações

  Não conheço

Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

Notícias

11.02.2019 18:00

Tribunal de Justiça quer diminuir tempo para realização de pregão
Compartilhe
Tamanho do texto:
Diminuir o tempo gasto com os pregões e as licitações é uma das metas do Poder Judiciário de Mato Grosso (PJMT) na gestão 2019/2020, presidida pelo desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha. Uma das ações para alcançar a meta foi realizada na quinta-feira (7 de fevereiro) quando os pregoeiros se reuniram com a alta administração do Tribunal de Justiça de Mato Grosso para conhecer as ações planejadas para as aquisições de bens.
 
Esse trabalho de diminuição do prazo para a finalização de uma aquisição começou em 2015, quando foi verificado que um pregão durava em média 273 dias. Desde então, foram tomadas várias ações visando à redução desse prazo, que caiu para 179, depois para 172 e, no ano passado, alcançou a média de 134 dias. Atualmente, o TJMT tem oito pregoeiros com suas devidas equipes.
 
O juiz auxiliar da presidência, Túlio Duailibi, ressaltou que a reunião teve o propósito de fazer a integração da equipe de pregoeiros, que tem a função precípua de operacionalizar o processo de aquisição do Poder Judiciário. Ao mesmo tempo as diretrizes da administração foram repassadas a eles.
 
“Fizemos uma revisão da metodologia de todo o processo e gestão de aquisição seguindo orientação do desembargador-presidente, Carlos Alberto, que tem nos dado como norte a redução de prazo de tramitação de um pregão e, assim como as outras áreas envolvidas no processo, os pregoeiros sofrerão o impacto dessa revisão do nível de serviço. A ideia hoje foi dar conhecimento a eles quanto ao propósito estabelecido pela gestão”, pontuou.
 
De acordo com a coordenadora administrativa, Marluce Assis, a reunião foi um marco no processo de gestão de aquisição. “Nós trouxemos hoje os pregoeiros para explicar para qual o papel deles e onde estão inseridos na estratégia do Poder Judiciário. Mais do que isso, queremos fazer com que eles se sintam pertencentes ao processo de aquisições. São eles quem materializam e conduzem a parte externa do pregão. Então a gente quis mostrar o quão importante são para esse trabalho. O objetivo é melhorar ainda mais. Sabemos que as mudanças não ocorrem da noite para o dia, pois são exigidos trabalho, dedicação e método para isso virar realidade.”
 
A reunião foi classificada como valorosa para o gerente setorial de licitação Fernando Davoli Batista. Responsável pela montagem dos editais e pela seleção dos pregoeiros, o servidor destacou que foi possível que os presentes ampliassem os conhecimentos sobre a parte estratégica e também pessoal.
 
“Os pregoeiros trabalham em áreas diversas no Tribunal e, por isso, muitas vezes os contatos são realizados apenas pelo telefone. Essas reuniões nos ajudam a nos aproximar e alinharmos a ideias de ter um processo mais célere e que consiga atender às necessidades da Instituição. Hoje foi apresentado o roteiro do serviço para a realização de um pregão e a necessidade de diminuir a quantidade de dias de tramitação de um processo de aquisição. Há a possibilidade de reduzir esse prazo e a nossa intenção é sempre atender à demanda do cidadão e fazer com essa gestão seja mais célere”, ressaltou.
 
As informações para os pregoeiros foram repassadas pelas servidoras da Coordenadoria de Planejamento, Guimarilza Souza e Cássia Villela. Também esteve presente na reunião a diretora da Coordenadoria Administrativa Bruna Penachioni.
 
 
Keila Maressa/ Fotos: Adilson Cunha
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394/3409