Enquete

  01 - Conheço, já peguei minha muda nas ações do projeto;

  02 - Não conheço, mas gostaria de plantar minha árvore;

  03 - Ainda não, mas quero saber o cronograma de plantio e distribuição de mudas.

Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

Notícias

02.12.2019 12:02

Corregedor Nacional ressalta que inspeção tem a finalidade de conhecer o funcionamento do TJMT
Compartilhe
Tamanho do texto:
A excelência na entrega dos serviços prestados pelo Poder Judiciário à sociedade é conquistada por várias ferramentas, uma delas, é a inspeção que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realiza rotineiramente nos órgãos judiciais de todo o Brasil. Imbuído nesse intuito de melhoria contínua nesta semana o Tribunal de Justiça de Mato Grosso recebe a equipe da Corregedoria Nacional do CNJ que irá fazer a análise dos dados administrativos, judiciais e extrajudiciais da Instituição.
 
Os trabalhos foram abertos em cerimônia solene na manhã desta segunda-feira (2 de dezembro) no Plenário 1 do Tribunal de Justiça. Na ocasião, foi apresentado um vídeo gravado especialmente para o momento pelo coordenador dos trabalhos, ministro Humberto Martins. Ele ressaltou que o objetivo da ação não é a apuração de faltas funcionais ou mesmo faltas graves na prestação do serviço, mas, na verdade, obter informações quanto ao funcionamento do órgão jurisdicional e serviços auxiliares.
 
“Não é uma correição, é uma inspeção, esta independe da existência de irregularidades e tem como finalidade a obtenção de informações acerca do funcionamento do Poder Judiciário é o que chamamos de inspeção ordinária. Buscamos compreender o funcionamento do tribunal de modo a possibilitar uma ação conjunta para fazer com que a prestação jurisdicional corresponda àquilo que efetivamente a sociedade quer e espera de todos os administradores dos Poderes da República, em especial, do Poder Judiciário.”
 
O ministro destacou ainda que outro objetivo da inspeção é a obtenção de dados quanto ao funcionamento de todo o Judiciário nacional. “O CNJ tem a competência da fiscalização e também no aspecto disciplinar. Nesse sentido, posso afirmar que por meio das inspeções podemos traçar um quadro geral da situação da administração da Justiça em todo o território nacional. (...) Com as inspeções, buscamos meios para garantir que o serviço prestado pelo Judiciário à sociedade seja cada vez melhor. Queremos que aqueles pontos que representam alguma deficiência se tornem bons e aquilo que já é muito bom, posse ser de excelência. Todos nós que exercemos cargos públicos somos servidores da sociedade. O proprietário de todo o Poder é o cidadão que recebe o bom serviço do Poder Judiciário e a todos devem ser garantidos amplo e efetivo acesso”, pontuou.
 
Carlos Alberto Alves da Rocha, presidente do TJMT, destacou que esse é um momento ímpar para o Judiciário mato-grossense e que o resultado das inspeções visa à melhoria dos trabalhos da Justiça em prol da população. Ele ressaltou ainda essa não é a primeira vez que a Justiça mato-grossense recebe a equipe do CNJ para a realização da inspeção e, depois dessas visitas, são sempre efetivadas mudanças visíveis que oportunizam o crescimento e a maturidade institucional.
 
“Não se deve confundir a inspeção com correição, pois o objetivo não é a apuração de faltas ou falhas, mas sim a reflexão e a correção de rumos, pois apontam quando é necessário criar meios para que a população seja melhor atendida. Também é uma forma de apresentar as nossas boas práticas para que possam ser difundidas para todo o Judiciário brasileiro. Temos certeza que somos os maiores interessados nessa inspeção porque das conclusões do relatório serão geradas contribuições para melhoria institucional com qualidade, presteza e eficiência.”
 
Rocha lembrou ainda que em 2010, dentre os tribunais de médio porte, o TJMT ocupava o último lugar no quesito qualidade apurado pelo anuário Judiciário em Números. Os investimentos em busca da excelência na prestação do serviço à população fez com que o Tribunal avançasse e alcançasse ótima posição na avaliação do próprio CNJ.
 
“Hoje a situação é diferente, pois Mato Grosso ocupa o segundo lugar, atrás apenas do Distrito Federal, que sempre é o primeiro. Então, pra nós é como se estivéssemos em primeiro lugar, principalmente, com as novas modalidades de aferição divulgadas na semana passada pelo Conselho. Tenho certeza que essa inspeção mostrará ao CNJ nossos muitos pontos positivos porque dia a dia queremos aprimorar, crescer e mostrar o que temos de melhor e prol da sociedade. Estamos determinados em acertar.”
 
 
Confira AQUI o pronunciamento do ministro Humberto Martins, Corregedor Nacional do CNJ
 
Veja AQUI a matéria na TV.Jus.
 
Leia mais sobre o assunto.
 
Inspeção do CNJ começa na segunda-feira; veja documentos disponibilizados
 
 
Equipe do CNJ chega a Mato Grosso na próxima semana; inspeção já foi realizada em 18 tribunais
 
 
Tribunal de Justiça de Mato Grosso recebe Prêmio CNJ de Qualidade
 
 
Keila Maressa/ Fotos: Alair Ribeiro e Lígia Saito
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394