Escola dos Servidores - Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso

Nomenclatura das Salas

 A Escola realizou um estudo sobre as árvores do cerrado para definição dos nomes de identificação das salas de aula seguindo a temática do Projeto Arquitetônico, segundo o arquiteto Paulo Molina e, em homenagem ao Desembargador Atahide Monteiro da Silva, nome da Escola, que citou: "A árvore não se contentou em produzir flores e frutos, ser alimentado, dar sombra, despoluir o ar, e como que abrindo os braços, em seus galhos ainda acolheu os ninhos dos pássaros. Isso é dedicação. Isso é fazer o bem."
 
Optou-se por árvores frutíferas por entendermos que na Escola são plantadas sementes (conhecimentos) que posteriormente produzem frutos (resultados) para o Poder Judiciário de Mato Grosso. Os laboratórios de informática que já são denominados dessa forma (Ipê amarelo e Ipê roxo) e a sala de reunião, que tem um tronco de guarantã no jardim a sua frente, foram as exceções, sendo que as salas administrativas não terão denominação de árvores.
 
Dessa forma, foram aprovados pela Administração os seguintes nomes: