Enquete

  Já estou sabendo e aprovei a iniciativa

  Gostaria de mais informações

  Não conheço

Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

Notícias

05.02.2019 11:14

Ribeirinho oficializa união de 44 casais em Santo Antônio
Compartilhe
Tamanho do texto:
Nem mesmo os 29 anos de união eliminaram o sonho da dona de casa Fátima Pedrosa da Silva (53) e do vigilante Marildo de Amorim Salgado (55) de se casar oficialmente no civil. Foi no final da tarde dessa segunda-feira (4 de fevereiro), com direito a buquê de rosas vermelhas, decoração especial e música ao vivo com o grupo Associação Arte Cidadã, que o casal finalmente concretizou o desejo antigo, com um adicional a mais: casar na mesma cerimônia que o filho caçula, Diego da Silva Salgado, que seguiu os passos dos pais e aproveitou a oportunidade viabilizada pelo projeto Ribeirinho Cidadão para formalizar a união com Renata Santos Ponce. Ao todo, a iniciativa proporcionou a regularização de 44 casais de Santo Antônio de Leverger (34km ao sul de Cuiabá).
 
A data marcou também a realização de outro sonho de dona Fátima, ter finalmente o sobrenome do marido. “Enfim, realizamos mais um sonho: o casamento civil. Há 26 anos fizemos o casamento no religioso. Perante Deus, já somos unidos, e para complementar conseguimos fazer no civil. Agora, perante os homens, estamos mais uma vez marido e mulher”, afirma a dona de casa. Juntos, eles têm três filhos, de 27, 25 e 22 anos, e quatro netos.
 
Segundo ela, as dificuldades da vida, como a falta de dinheiro e até mesmo o comodismo, acabaram prorrogando esse desejo, pois eles moram em um sítio e muitas vezes nem ficavam sabendo do casamento comunitário. “Agora resolvemos nos movimentar e também falamos pro nosso filho não deixar acontecer o que aconteceu conosco, demorar tanto tempo para realizar esse sonho. Depois de 29 anos juntos, a gente já passou por tantas coisas... Então, parece que foi mais fácil dizer o sim, mas não deixou de ter o friozinho na barriga. O brilho nos nossos olhos é de alegria mesmo”, afirmou Fátima. Sobre a experiência de casar no mesmo dia em que o caçula, ela disse ter sido ‘muito maravilhoso’.
 
Já Marildo Salgado disse que os dois casamentos no mesmo dia trouxeram ainda mais emoção. “A gente vê o filho da gente casando no mesmo dia, no mesmo evento, para nós é maravilhoso, é muito bom mesmo”, revelou.
 
O casamento comunitário, ofertado de forma gratuita aos participantes, foi realizado no salão paroquial da Igreja Matriz. Um culto ecumênico realizado pelo padre Félix e pelo pastor José Altamir abençoou a união dos casais santantoniense.
 
Atualmente, o custo de um casamento no regime de comunhão parcial de bens é de R$388 e, no regime universal, R$ 586, isso se o casal for ao cartório, mas se o juiz de paz tiver que se deslocar até outro local para celebrar a cerimônia os custos dobram. “Quero agradecer e parabenizar toda a equipe que está realizando esse grande evento que está acontecendo na nossa paróquia e na nossa cidade de Santo Antonio. Agradeço muito, meu muito obrigado. Nessa crise, com certeza pesaria muito ter que pagar pelo casamento”, complementou o vigilante.
 
A nora de dona Fátima e seu Marildo, Renata Santos Ponce (18), grávida de seis meses do segundo filho, também afirmou estar vivenciando um sonho. “Agora vai ficar pra sempre. Nós temos dois filhos e graças a Deus realizamos nosso sonho. Nossa, é muita alegria. Agora falta só o religioso, se Deus quiser logo vai chegar a oportunidade pra gente se casar”. Já Diego destacou a economia que tiveram com essa iniciativa. “O projeto ajudou muito, ainda mais que estamos mexendo em casa, preparando para o próximo filho, então para nós foi uma economia”, observou.
 
O coordenador do projeto Ribeirinho Cidadão no âmbito do Poder Judiciário, juiz José Antonio Bezerra Filho, afirmou que o Poder Judiciário quis proporcionar um dia de amor aos casais. “Hoje a festa é de vocês. Hoje o dia é de vocês. Esse realmente é um dia de benção, de luz. Que a gente possa continuar com essa alegria em outras e outras instituições, mas também dizer que para a gente, organizador de tudo isso, é um momento muito ímpar, por conta da satisfação, do prazer de realizar, de congregar, de fazer de vocês cada vez mais unidos, dos exemplos que nós tanto precisamos com relação aos nossos filhos e gerações. Isso aqui, sem vocês, não tem porquê”, afirmou.
 
A primeira-dama de Santo Antônio de Leverger e secretaria de assistência social do município, Tayane Castro, disse que o número de pessoas interessadas em regularizar o estado civil surpreendeu. “O tempo que nós abrimos as inscrições foi corrido, mas fiquei bem surpresa ao ver a demanda, inclusive já adianto que ano que vem vai ser maior ainda. Vamos estar mais preparados e mais bem organizados, mas já fiquei bem satisfeita que quase em uma semana, que foi o período de inscrição, tivemos 45 casais inscritos. São 90 pessoas, a casa está cheia, fico feliz de ver o quanto essas pessoas querem regularizar a união, o quanto esse serviço é realmente necessário na nossa comunidade, e o quanto o projeto Ribeirinho Cidadão ajudou nisso”.
 
Já o prefeito Valdir Pereira de Castro Filho (Valdirzinho) agradeceu aos parceiros do projeto e desejou uma união feliz aos casais. “É uma sensação ímpar nós estarmos fazendo parte da vida de vocês. Fico muito feliz em poder proporcionar esse momento único e tenho certeza que Deus vai abençoar o lar de cada um de vocês. Que continuem essa união para o resto da vida, que nunca falte alegria, que nunca falte saúde, que nunca falte paz, que nunca falte o alimento de cada dia. Hoje estamos radiantes e muito felizes de estar fazendo esse evento, de ver a nossa população participando”.
 
Também prestigiaram o evento o defensor público Joaquim Guedes, vereadores do município, além de padrinhos, amigos e familiares dos noivos.
 
Leia matérias já publicadas sobre o projeto Ribeirinho Cidadão:
 
Ribeirinho: após lançamento, atendimentos iniciam a todo vapor
 
Solenidade no Rio Cuiabá marca início do Ribeirinho Cidadão 2019
 
Mesmo antes do lançamento oficial Ribeirinho Cidadão faz mais de 200 atendimentos
 
Ribeirinho Cidadão ganha toneladas de bens apreendidos pela Receita Federal
 
Ribeirinho Cidadão: atendimentos começam na segunda-feira
 
 
Alcione dos Anjos e Lígia Saito
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394/3409