Enquete

  01) Sabia e já utilizei o serviço do SAI

  02) Ainda não conheço o serviço

  03) Gostaria de mais informações

Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

Notícias

08.02.2019 16:11

Ribeirinho Cidadão: médico e paciente diagnosticado com hanseníase se reencontram
Compartilhe
Tamanho do texto:
Há dois anos quando o projeto Ribeirinho Cidadão realizou atendimento da comunidade rural Boca das Conchas, o pescador Dorizan José de Paula, 63 anos, foi diagnosticado com Hanseníase. Foi atendido pelo médico do projeto Werley Peres. Tomou a medicação e se curou.
 
Nesta sexta-feira (8), o projeto retornou às Conchas e Dorizan veio mais uma vez em busca de atendimento médico, ele se queixou da perna esquerda, disse que estava inchada, mas sem dor. A primeira suspeita era que a doença havia retornado. O médico que estava em outro atendimento foi chamado. Assim que paciente e médico se viram se reconheceram. De acordo com o médico, a pele estava ressecada, reação da medicação anterior, receitou hidratação no local.
 
O pescador ficou feliz em rever o profissional que o ajudou a encontrar a cura. "Já tinha procurado outros médicos em Barão e ninguém tinha me falado da doença. Poderia ter perdido a perna", revela. "Sou muito agradecido ao projeto é ao Dr Peres. Assim que vi reconheci ele".
 
Nesta edição do Ribeirinho Cidadão o ponto de encontro com a comunidade das Conchas foi em frente à casa da dona Clarice de Castro Leite, 73 anos, que mora há 50 anos no local, desde quando casou com o pescador José da Costa Leite, o Zé Cachara.
 
Devota da Santa Catarina, realiza todos os anos festa em homenagem à santa no mês de novembro. "Gosto muito das Conchas. A única coisa que sinto é o fechamento do Centro de múltiplo uso. A escola funcionava ali e agora aonde as crianças pequenas vão estudar?", questiona se referindo a unidade Professora Delmira da Costa Arruda.
 
Reclama também da falta de médicos no local, logo que as embarcações do Poder Judiciário, Defensoria Pública e Marinha atracaram, dona Clarice foi se consultar com a equipe de médicos. Reclamou de uma dor no joelho esquerdo e recebeu a medicação. "Quem tem condições vai até Cuiabá para ser atendido, mas quem não pode, fica a espera do Ribeirinho. É um projeto muito maravilhoso", avalia.
 
O aposentado Benedito da Costa Leite, 70, é mais conhecido na região como Dito Matula, conta que nasceu nas Conchas. Os pais Antônio Rosa da Costa, o Nhonho e Antônia Paulina da Costa, a Nininha, chegaram na região e tudo era mato. Abriram a terra para produção de alimento e criação de animais. Tiveram seis filhos, que casaram e construíram suas casas na região. Hoje são 150 famílias nas Conchas, a maioria investiu em pesqueiros para atender o turismo. Um sobrinho há um ano construiu dois cômodos com três beliches para recepcionar os pescadores amadores e ter uma renda.
 
Dito Matula também se consultou com o médico e buscou medicação prescrita. Já se preparando para ir embora recebeu um kit com camiseta, cueca e meias doadas pela Polícia Federal ao projeto. "Esse projeto é bom demais. Não pode acabar nunca".
 
A comunidade ainda contou com os serviços de confecção de Carteira de Trabalho, RG, CPF, atendimentos oftalmológicos, odontológicos, corte de cabelo entre outros.
 
Neste sábado (9), a equipe do Ribeirinho Cidadão segue para o Distrito de São Pedro de Joselândia, que fica a 80 km de Barão, pelo rio.
 
Ribeirinho Cidadão - O projeto é realizado pelo Poder Judiciário e a Defensoria Pública, em parceria com a Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual, Marinha do Brasil- 6º Distrito Naval, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, Governo de Mato Grosso, Federal, SICOOB-União, SESC Pantanal, Prefeitura dos municípios de Santo Antônio de Leverger, de Barão de Melgaço, Juscimeira e Poconé, Colônia de Pescadores Z5, INCRA, UFMT, Hospital Júlio Muller, Univag OAB, Delegacia da Polícia Comunitária, Clóvis – Papai Noel, Galvan Cabeleireiro, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal.
 
Leia matérias já publicadas sobre o assunto:
 
Comunidade Cuiabá Mirim recebe equipe do Ribeirinho Cidadão
 
Estirão Comprido é a primeira comunidade rural a receber Ribeirinho Cidadão 2019
       
Projeto Ribeirinho Cidadão destrava 400 seguros defeso em Santo Antônio e Barão 
         
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394/3409