Enquete
Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

 
Notícias

24.04.2020 16:10

Segunda Câmara de Direito Privado concluiu pauta com 205 processos
Compartilhe
Tamanho do texto:
Na tarde desta sexta-feira (24), a Segunda Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso deu continuidade a sessão de julgamento por videoconferência do dia 22 de abril, que contava com 205 processos. Em pouco mais de uma hora, os desembargadores Sebastião de Moraes Filho (presidente), Clarice Claudino da Silva e Marilsen Andrade Addário, julgaram 53 processos remanescentes.
 
O presidente da Câmara agradeceu as companheiras da turma julgadora pelo empenho e dedicação, assim como cada servidor que possibilitou a realização da videoconferência e dos julgamentos. Cada magistrado estava em um local distinto, em home office. A videoconferência foi realizada por meio da plataforma Lifesize e transmitida ao vivo pelo canal Youtube do TJMT, em certo momento, Sebastião de Moraes Filho, informou que o presidente do TJMT, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha assistia a transmissão.
 
Ao final dos trabalhos, o presidente da Câmara, disse que se sentia realizado em fazer a sessão por videoconferência e que avaliou como uma forma produtiva dos julgamentos. “Confesso que tinha certa reserva de trabalhar desta forma, mas acho que estamos todos de parabéns, tanto a equipe técnica, os serventuários e os desembargadores. Estamos tornando a justiça mais célere e mantendo a serenidade do aconchego dos nossos lares”, declarou.
 
A desembargadora Clarice também agradeceu o empenho de todo e sugeriu que as pautas fossem julgadas em blocos, por assunto e que na próxima sessão, marcada quarta-feira (29) e já com 195 processos em pauta, sejam feitos intervalos curtos. “Estamos todos aprendendo, e assim podemos ter sessões cada vez mais produtivas”, considerou.
 
A desembargadora Marilsen concordou com os intervalos curtos e sugeriu que se a pauta fosse muito longa, a sessão fosse dividida para a manutenção da produtividade. “Sou muito grata a todos pelo trabalho feito para efetivar a videoconferência e aproveito para agradecer o presidente do TJMT, desembargador Carlos Alberto, pois sem ele, as sessões por videoconferência não estariam a todo vapor”, destacou.
 
As sessões de julgamento por videoconferência estão em conformidade com a Portaria 283, de 13 de abril de 2020, publicada pelo presidente do TJMT, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha.
 
Sessões por videoconferência - As pautas das sessões por videoconferência serão publicadas no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) e indicarão a ferramenta e/ou plataforma que serão utilizadas. Nas sessões fica garantida, de acordo com a portaria, a sustentação oral dos operadores do Direito, na forma do artigo 93 do Regimento Interno do TJMT, através de inscrição, desde que seja solicitada em até 24 horas antes da sessão e encaminhada para o endereço eletrônico: sustentacaooral@tjmt.jus.br.
 
 
No pedido de inscrição para sustentação oral deve ser indicado o telefone e endereço eletrônico do advogado/procurador para eventual contato e cadastro no ambiente virtual da sessão; número do processo; o nome da(s) parte(s); do desembargador relator; número da inscrição do advogado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); data e horário da sessão plenária.
 
 
Leia matéria correlatas
 
Histórico: TJ dá início às sessões de julgamento por videoconferência
http://www.tjmt.jus.br/noticias/59253#.XqM_G_9KjIU
 
Judiciário não para: Segunda Câmara de Direito Privado julga 152 processos por videoconferência
http://www.tjmt.jus.br/noticias/59255#.XqNAr_9KjIU
 
Participantes elogiam sessão de julgamento por videoconferência no TJMT
http://www.tjmt.jus.br/noticias/59259#.XqM-ov9KjIU
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br